Captação de jovens

Uma proposta de exercícios para uma avaliação no decorrer da semana

DSC00521Todo início de ano se repete um ciclo para quem trabalha com jovens atletas de futebol: a busca por talentos para poder montar a sua equipe para a sequência da temporada. É a época em que a famosa PENEIRA entra em campo e acontece em todo o país.

Nestas atividades de avaliação de atletas jovens é muito comum que os treinadores tentem juntar o máximo de pessoas em apenas 1 dia e fazer diversos jogos formais (mais conhecidos como coletivos) para conseguir atender a demanda de pessoas que compareceram ao evento.

O grande problema é que quando utilizamos apenas esse tipo de atividade, o jogo formal (Coletivo), muitos atletas não conseguem participar do jogo e com isso podemos perder bons talentos. Geralmente o tempo é curto (varia de 20 minutos a 30 minutos), o campo é grande e as equipes não possuem organização.

Esse último quesito é importante ter a nossa atenção. Como o garoto quer ser bem avaliado, muito provavelmente ele queira ser “fominha” e não toca a bola para os companheiros. Existe pouco jogo coletivo. Por esse motivo, pode ser que algum garoto passe o treino todo sem tocar na bola e, ao final do treino, ser dispensado porque “não conseguiu mostrar qualidade ao treinador”.

Com base nisso, há alguns anos eu tenho realizado avaliação de atletas difundida em uma semana, a qual eu procuro diversificar os exercícios, os tempos, os tamanhos de campo e os números de atletas, com a finalidade de tentar verificar e avaliar o atleta de uma maneira global. A ideia é que o atleta participe de exercícios os quais ele terá a possibilidade de ficar muito tempo com a bola, outros que ele ficará pouco tempo com a bola, mas poderá mostrar outras qualidades, como jogar sem bola, por exemplo.

foto 5Quando eu assumi a categoria Sub 15 do Grêmio Novorizontino, clube do interior de São Paulo, nós estávamos montando as categorias de base do zero. Então o clube realizou uma competição interna em seu CT, onde participaram escolinhas de futebol da própria cidade e de outras 10 cidades vizinhas. Durante este campeonato, que aconteceu por volta de 1 mês (todos os finais de semana) foram escolhidos os melhores atletas de cada equipe. Estes atletas foram avaliados em jogo e isso é bacana, pois eles puderam ser vistos em diversos jogos. Somaram-se então 42 jogadores para a seleção oficial, em Janeiro.

Foi aí que eu, ao chegar no clube e em conjunto com a comissão técnica, realizei uma segunda avaliação, sendo essa difundida no período de uma semana. Dos 42 jovens pré selecionados, 15 foram aproveitados na equipe durante todo o decorrer da temporada.

No final de janeiro, aconteceu outra etapa da avaliação. O setor de captação do clube foi até a cidade de Rancharia acompanhar um torneio de escolinhas que acontece lá. De lá, selecionou mais 20 atletas para ser avaliados. E lá fomos nós de novo realizar uma semana de avaliação, com os mais diversos exercícios, dos quais 10 atletas foram selecionados.

Com isso, conseguimos avaliar bem, minimizando os erros e buscando verificar muitas qualidades que os jovens poderiam apresentar. Qualidade técnica, qualidade tática, qualidade emocional, entre outras.

Dois aspectos devem ser lembrados:

  • Variar as posições dos atletas, pois pode ser que ele goste de jogar em uma função, mas possui características de uma outra posição.
  • Não restringir o número de toques na bola do atleta. Lembre-se que ele está sendo AVALIADO e não TREINADO.

Logo abaixo, segue uma proposta de exercícios para se trabalhar em uma semana de avaliação. É só clicar no link e fazer o download.

E gostaria do retorno de você, caro colega do Futebol Inteligente.

Me dê um feedback!

Vamos fazer um Futebol Inteligente! Um futebol pensado diferente!

Grande abraço!

Deixe seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *